VemSerFamil! Aqui a sua graduação realmente cabe no bolso

/blog

Faculdade – Me formei e agora? O que esperar da nova condição de recém formado?

Eduardo Martins / blog

Faculdade é uma etapa de transformação da vida.

A faculdade muda a vida das pessoas em 3 momentos fundamentais: quando se entra na faculdade, quando se está na faculdade e quando se sai da faculdade.

Quando se consegue o acesso à faculdade, a vida muda, pois uma amplitude muito maior de perspectivas se descortina diante do aluno, que passa a ver em seu horizonte, um mundo novo, desconhecido, estranho, mas motivador e instigante.

Quando se está na faculdade, as experiências de convivência e aprendizado vão construindo a pessoa de dentro para fora, a partir das percepções que cada um possui das coisas que vêm de fora para dentro.

Quando se sai da faculdade, a transformação é completa, pelos laços, pelo aprendizado, pela nova condição de preparação a enfrentar desafios muito mais amplos, alguns bem assustadores até, mas tudo acompanhado da preparação para as maiores conquistas da vida.

Me formei, e agora?

Esta pergunta está presente na mente de 10 entre 10 alunos que concluem sua faculdade e recebem a sua graduação.

O caminho é entender esta realidade absolutamente nova e, com os pés no chão e com um passo de cada vez, construir seu futuro a partir desta nova situação, enfrentando a insegurança e confiante no seu próprio potencial em transformar teoria em prática, conhecimento em resultados de vida.

O que acontece quando se conclui a faculdade:

E agora Maria?

Faculdade cria novas condições de qualidade no currículo, com potencial de elevar em até 3 vezes o perfil de remuneração do profissional em relação ao restante da turma.

É preciso considerar que se trata de um importante impulso, mas o conjunto da realidade é formado por diversas variáveis, algumas objetivas e outras subjetivas, que não estão sob nosso controle.

Cada indivíduo possui suas particularidades existenciais e a construção da vida de todos inicia muito antes da faculdade.

Muitos acomodam os estudos ao trabalho, outros só estudam e esperam iniciar a vida profissional depois, outros trabalham enquanto estudam, mas pretendem trocar de profissão ou emprego após a graduação, outros ainda, são o conjunto de tudo isto, mas pretendem continuar estudando, com alguma espécie de pós-graduação e por aí vai.

De qualquer forma, o primeiro elemento comum a todos os que se formam é uma série de dúvidas que normalmente envolvem um questionário, onde uma ou mais perguntas se relacionam com a maioria dos casos:

  • Por onde começo?
  • Vou seguir estudando?
  • Como vou conseguir trabalho em minha área?
  • Vou prestar um concurso?

Seja quais forem as respostas, sair da faculdade traz enorme alegria e senso de realização, mas também carrega muita incerteza, ansiedade e uma certa dose de medo, o que é comum quando o ser humano se depara com o novo, com o desconhecido, mesmo que as possibilidades sejam muitas.

Por onde começar?

Como começar?

Faculdade é um período dedicado à formação, mas não precisa ser só isto.

Se você for uma pessoa mais ligada e esperta, certamente não vai esperar terminar a festa de formatura, se sentar nos degraus da casa de eventos com o canudo na mão e, somente ali, se perguntar: “O que eu vou fazer da minha vida agora?”

Certamente você já se deu conta da importância desta definição muito antes da data de sua formatura e já arquitetou caminhos mentais para seguir.

Se teve recursos e condições, talvez tenha até buscado ajuda profissional para lhe ajudar a decidir.

Hoje existe a figura do coach, algo relativamente novo no universo profissional e de desenvolvimento de carreiras.

Se você sentar diante de um coach e pedir orientação profissional, certamente ele vai iniciar por um diagnóstico de suas capacidades e pretensões e, somente a partir deste conhecimento, vai entabular uma possibilidade de estratégia para você encontrar o caminho melhor nesta floresta de possibilidades e riscos.

Certamente o coach vai querer identificar algumas situações, como:

  • O que você quer da sua vida?
  • O que você necessita para alcançar estes objetivos?
  • O que você realmente escolheria se dinheiro não fosse um fator determinante?
  • O que você realmente gosta de fazer?
  • O que existe em você que as pessoas costumam procurar?
  • Seja qual for o trabalho ou profissão, o que importa para você numa relação profissional?

A boa notícia é que você não precisa do coach para responder estas perguntas.

Obviamente o apoio profissional é muito mais recomendado, mas e se você não tiver este acesso? Vai ficar aí, sentado no degrau da escada da casa de eventos, parado com este canudo na mão?

Não mesmo!

Você pode responder sozinho a estes questionamentos e, a partir destas respostas, obter os elementos necessários para decidir sobre o seu futuro após a faculdade.

O plano de ação é a ferramenta de realização de sonhos:

O mapa da realização

Faculdade é um manancial técnico de informações e conhecimento, mas a prática e a experiência só vêm com o tempo e a execução.

Depois de definir o que você quer de sua vida, o que é preciso para alcançar estes objetivos, o que você realmente gosta e tem talento para fazer e o que é importante para você numa relação profissional, é hora de cruzar essas informações e definir um caminho.

De forma clara, desenhar um plano de objetivos, envolvendo as metas e os prazos, além dos recursos necessários para atingir estes alvos.

Feito isto, a ferramenta que você irá precisar se chama PLANO DE AÇÃO, onde estarão desenhados todos os passos principais que você precisa executar, de forma que os objetivos sejam alcançados, dentro dos prazos definidos.

Um plano de ação é o mapa que norteia o caminho para que algum projeto chegue ao seu objetivo.

No caso, seu objetivo é encontrar uma colocação, achar um propósito profissional, desenvolver seu futuro e, para tudo isto, é preciso planejamento.

O plano de ação é a ferramenta de planejamento que realiza os objetivos.

As armadilhas para quem sai da faculdade e que precisam ser evitadas:

O perigo das armadilhas

Faculdade, quando fica para trás, dá a sensação de que você saiu de casa e está sozinho no mundo.

Até aí é natural, mas isto deve se dissipar rapidamente.

A melhor forma de enfrentar a realidade, por mais dura e desafiadora que possa parecer, é conhecer exatamente o que é a realidade.

Primeiro é preciso saber que o mercado está em constante transformação e, nos tempos modernos, as pessoas não pagam mais as pessoas pelo seu trabalho, mas pelo RESULTADO de seu trabalho.

Nós, latinos, nos acostumamos a receber por fluxo de trabalho, algo que nasceu na época da escravidão, quando alguém tinha que colher determinada quantidade de produtos para ter direito à alimentação, à moradia ou à roupa, por exemplo.

No mundo moderno os empreendimentos já nascem voltados ao RESULTADO e, cada vez mais, as pessoas são contratadas para proporcionar resultados práticos a partir de sua atividade.

Quando sair da faculdade, tenha em mente isto: o que você pode oferecer ao mundo que gere resultados objetivos?

Este é seu ponto de partida e todo o resto tem pouca ou nenhuma importância.

Quando alguém se gradua e sai da faculdade, tende a cair em algumas armadilhas naturais, que estão ali, esperando para capturar os pobres incautos que limitam sua visão ao passo imediatamente à frente.

O segredo é ampliar a visão e enxergar mais adiante.

Se estamos falando em decidir sobre o futuro, nada mais natural que projetar o futuro, em visualizar o futuro e construir o caminho para chegar até lá.

Ao sair da faculdade, tome cuidado com estas 5 armadilhas que estão prontas para engolir você, seus sonhos, seu tempo e sua motivação:

1 – Ninguém vai querer me contratar:

A dúvida que consome

Sair da faculdade e esperar que todos os seus problemas estejam resolvidos é, no mínimo, ingenuidade.

Você precisa encontrar algo para se diferenciar, uma forma em que realmente tenha potencial de se destacar e oferecer aquilo que a maioria se esquece de oferecer: RESULTADOS.

Com este foco, você certamente vai chamar muito mais a atenção do mercado e se tornar preferido em relação à “manada”, que costuma utilizar os mesmos métodos e formas para se apresentar.

Ampliar qualificações, incorporar cursos, extensões e até pós-graduações, se transformando num estudante permanente, também diferencia e destaca seu potencial.

2 – Sou um mero recém formado:

Saindo das fraldas da universidade

Que maravilha que você é recém-formado.

Você recém saiu de uma etapa que uma pequena parcela da sociedade consegue cumprir: você concluiu uma faculdade e conquistou sua graduação de nível superior.

Você não se tornou pior por isto, ao contrário, entrou para um seleto grupo de qualificação, onde também existe competição, mas o patamar de recompensas é muito maior.

Você deixou de ser um estagiário ou alguém em formação, agora você é definitivamente qualificado para caminhar com vigor pelas estradas do desenvolvimento profissional.

Exigir demais de alguém que acabou de sair da faculdade é injusto e desproposital.

Todas as principais carreiras de sucesso começaram algum dia, de alguma maneira, com uma série de dificuldades e problemas e a bagagem e experiência foi sendo adquirida no caminho.

3 – Não tenho experiência:

A insegurança da inexperiência

Se você está saindo de uma faculdade, com uma formação acadêmica, cursou 4 ou 5 anos de um curso superior, se relacionou, ampliou horizontes, interagiu com professores, mestres, outros alunos, tecnologias e um manancial de conhecimentos e diz que não tem experiência, então você estava em coma.

Você tem a experiência necessária e possível para alguém em sua condição.

O próprio mercado tem se transformado tanto, que experiência já nem é um requisito tão importante assim.

Muitos líderes de empresas de contratação manifestam que, em muitos casos, contratar alguém sem experiência é uma forma de “moldar” seu perfil profissional ao presente, com foco no futuro, porque um dos problemas de quem tem muita experiência, é achar que sabe de tudo e isto provocar um baixo nível de maleabilidade e adaptação ao que é novo.

4 – Ninguém vai me ajudar:

Quem poderá me ajudar?

Sua jornada deve ser trilhada por você.

Olhe para trás e olhe em volta e perceba quantas pessoas sempre estiveram e estão ao seu lado.

Você sempre foi ajudado, de alguma maneira, em alguma intensidade.

Quem melhor pode te ajudar é você mesmo, ainda que existam muitas pessoas à sua volta.

Tenha a segurança de que as pessoas que contratam outras pessoas estão em busca de soluções para os seus problemas ou problemas de suas empresas.

Saiba que, se você parecer alguém capaz de oferecer soluções e resultados para alguém ou para algum empreendimento, estas mesmas pessoas ou empresas serão os primeiros a ajuda-lo em todas as fases de seu início profissional.

5 – O equilíbrio emocional para enfrentar os desafios:

Inteligência emocional

Faculdade também é isto, uma aula de atuação emocional em meio à tantas interações.

Sua própria trajetória na universidade vai te dar os moldes necessários para compreender melhor como são suas respostas emocionais.

Obviamente, o controle emocional é um dos grandes diferenciais da vida em todas as suas esferas, e não apenas na vida e universo profissional.

Existem obras completas falando de INTELIGÊNCIA EMOCIONAL (onde Daniel Goleman é o escritor mais reconhecido), ensinando caminhos básicos para entender o funcionamento da nossa mente, oferecendo conhecimentos de controle dos vulcões emocionais que brotam em erupções frenéticas de dentro de cada um, quando menos esperamos.

Invista um tempo mais em conhecimento, agora que você saiu da faculdade, e não deixe de pesquisar e consumir conteúdos que falam sobre inteligência emocional, é uma atitude que será valiosa na hora de compreender o valor de não dizer aquela palavra naquele momento, ou não manifestar aquela expressão ou sentimento naquela outra circunstância.

Um mundo amplo e desafiador que se abre logo após a faculdade:

Percepção ilimitada

Faculdade te acompanha através da vida inteira, pelas memórias, pelo conhecimento e pelas experiências.

Sua reação após sair da faculdade tem que ser positiva, qualquer coisa em contrário está errada e, neste caso, você estará errado.

Sua atitude deve ser de alegria, felicidade extrema por ter vencido barreiras tão delicadas, complexas e difíceis, em momentos diferentes da vida, em situações de elevado nível de exigência de sua capacidade de aprender.

O mundo se descortina à sua frente, cheio de possibilidades, de caminhos maravilhosos de realização.

Nada de frustração, medo e insegurança além da conta, pois você acaba de ganhar a sua armadura novinha em folha para a batalha que vem logo aí em frente.

Você tem todo o equipamento que precisa para lutar e vencer os desafios, com um diploma que certifica esta sua qualificação e nada é mais poderoso do que poder comprovar, de forma documental, a sua capacidade de oferecer ao mercado aquilo que ele mais necessita: resultados e soluções.

Seja agente de sua própria transformação.

Seja protagonista do filme da sua vida e assuma a direção.