VemSerFamil! Aqui a sua graduação realmente cabe no bolso

/blog

MBA – A Pós-graduação específica para o universo da administração

Eduardo Martins / blog

MBA pode ser uma incógnita na cabeça da maior parte das pessoas.

No universo acadêmico, mais especificamente nas classes ligadas à administração de empresas, MBA é visto com um respeito especial, pois se trata de um programa de pós-graduação altamente considerado.

MBA é a sigla que define a expressão, em inglês, de MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION, que embora contenha, em sua denominação, a expressão traduzida para MESTRE, no Brasil o curso não oferece, legalmente, o reconhecimento de mestrado, não proporcionando licenciatura, mesmo que o curso tenha sido realizado fora do Brasil, em países que reconhecem esta condição.

De qualquer forma, MBA é uma espacialização, classificada como pós-graduação, específica para às áreas de administração, gestão de pessoas e projetos e é tecnicamente configurada no Brasil, como lato senso, ou curso de aplicação ampla.

No mundo desenvolvido, na maior parte das nações, possuir uma graduação MBA confere o título de mestre e proporciona a licenciatura didática, pois é considerado como uma pós-graduação stricto sensu, ou aplicação de conhecimento específico.

A diferença de classificação do MBA no Brasil em relação ao resto mundo, está associada ao fato de que o MBA tem uma abordagem específica sobre determinados aspectos da administração, como gestão de pessoas, tráfego e controle da informação, comunicação ou gestão financeira, com muita especificidade, ao contrário do que a legislação brasileira exige para a categorização de mestrado, que é uma abordagem mais acadêmica.

MBA amplia horizontes e percepções administrativas:

Ampliando horizontes

MBA atua na construção de uma visão prática para o administrador e gestor.

Definida a abordagem, são realizados exercícios práticos, de experimentação laboratorial em cima de situações reais, cotidianas, que recebem a atuação do grupo na sua compreensão, solução e encaminhamento, sempre com o acompanhamento do professor e tutor do curso, colocando os componentes em constante avaliação.

O MBA, ao menos em essência, propõe qualificar o profissional em 5 habilidades específicas:

  • VISÃO ESTRATÉGICA E CALCULISTA:
    • Desenvolve a capacidade de trabalhar a partir do controle absoluto, desenvolvendo o planejamento estratégico como ferramenta de atuação gerencial, definindo metas e objetivos e produzindo indicadores e controles capazes de monitorar todo o contexto da operação;
  • GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E PESSOAS:
    • Desenvolve a capacidade de controlar o funcionamento dos ciclos da organização, através da criação, aplicação, desenvolvimento dos processos elaborados para a conquista dos resultados pretendidos, em todos os setores sob sua alçada, além de administrar equipes e se capacitar a extrair o potencial humano disponível na organização;
  • UTILIZAÇÃO DE MECANISMOS DE DECISÃO E SOLUÇÃO:
    • Desenvolve a capacidade de conhecer, operar e aplicar as ferramentas de gestão que são utilizadas para orientar as decisões gerenciais e solucionar as anomalias que se interponham ao bom andamento gerencial;
  • CAPACIDADE DE INTEGRAÇÃO CORPORATIVA:
    • Desenvolve a capacidade de interagir com todos os setores da corporação, integrando ações, compartilhando conhecimentos, atuando em conjunto e desenvolvendo o espírito de equipe;
  • POLIVALÊNCIA E CONFIANÇA PROFISSIONAL:
    • Desenvolve as habilidades múltiplas, a capacidade de executar diversos tipos de tarefas e compreender a visão sistêmica da operação, levando ao aumento da autoconfiança e consciência de seu potencial profissional.

MBA tem a particularidade de ser específica para a área de gerenciamento e administração de negócios, com foco direto no mercado de trabalho, na eficiência profissional, na excelência da gestão corporativa, com um viés muito direto, o que conflita com a legislação brasileira relativa às classificações acadêmicas.

Para quem quiser se aprofundar nos detalhes destes aspectos da lei brasileira para a classificação acadêmica, pode acessar a resolução CNE/CES, nº 1, de 3 de abril de 2001, que trata exatamente destas classificações, critérios e exigências.

Como funciona um curso de MBA e quem pode participar:

Aprimorar teoria e prática

MBA está acessível para quem possui formação acadêmica, preferencialmente nas áreas ligadas à administração, gestão de negócios, pessoas ou saúde.

O objetivo direto é proporcionar uma especialização para profissionais de administração, com aperfeiçoamento específico, aplicado, normalmente, a um grupo de pessoas que já possuem alguma experiência no mundo corporativo.

A exigência pela experiência é devido ao modelo de aplicação dos conhecimentos.

A maioria dos cursos de MBA, tanto no Brasil como no exterior, tem base num sistema de discussão em grupo em tempo real, diante dos cases analisados e mediados pelo professor.

Alunos com formação recente e sem experiência prática, não possuem cacife técnico para compreender certos níveis do debate e, muito menos, contribuir para o grupo.

Algumas instituições que aplicam o MBA chegam a exigir históricos de pelo menos 3 anos de prática comprovada em administração, fluência em inglês (já que o programa possui reconhecimento mundial), além de um processo de seleção, que analisa o currículo, o histórico acadêmico e até alguns testes de raciocínio lógico.

Os aspectos técnicos do curso de MBA:

A mecânica do curso

MBA é um programa de ensino que tem, no mínimo, 360 horas aula para ser reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura).

Existem cursos com até 480 horas aula.

Foi criada a ANAMBA (Associação Nacional de MBA), que classifica os cursos de 360 horas na categoria de PADRÃO BRASIL, enquanto os cursos de 480 horas aula são classificados como PADRÃO GLOBAL.

O calendário de aulas é bem flexível de acordo com as instituições, em sintonia com a disponibilidade dos alunos, já que estamos falando de profissionais, na sua maioria, empregados, com pouca agenda disponível.

As aulas costumam acontecer num sistema de horários alternativos, como aos sábados, ou algumas noites e horários extras, de acordo com as possibilidades de todos, englobando inclusive, algumas aulas e conteúdos aplicados à distância, o que é possível, desde que esta modalidade não ultrapasse 20% da carga total do curso.

Os cursos de MBA são cada vez mais segmentados e específicos, para as mais diversas áreas que envolvam gestão.

Tudo isto é possível e válido, mas como toda a metodologia envolve técnicas práticas de administração e gestão, pelo menos um terço de todo o programa pedagógico deve estar ancorado nestas cátedras globais, de gestão e administração.

MBA é importante sim e faz a diferença curricular:

MBA – Um fator de diferenciação profissional

No Brasil possui o status de especialização, mas ainda assim, é uma carga de pós-graduação e oferece um embasamento teórico e prático sobre os temas específicos que aborda, ampliando o potencial técnico do profissional e melhorando sua capacitação geral.

A faculdade que oferece um curso de pós-graduação tem a possibilidade de classificar seus cursos de acordo com seu perfil pedagógico e, mesmo que o MBA seja reconhecido como especialização pela qualificação legal, confere ao aluno e profissional um reconhecimento extra e específico, como qualquer pós-graduação.

Vale a pena sim investir numa especialização MBA, se não por outro motivo, para o efetivo aperfeiçoamento técnico que entrega ao aluno e profissional, o reconhecimento do mercado empresarial e a consideração de seu potencial competitivo relevante.

Procure a melhor instituição que estiver ao seu alcance, peito pra frente, barriga pra dentro e mãos-a-obra.

Vá agora mesmo atrás deste importante aprimoramento profissional e construa um currículo vencedor.