VemSerFamil! Aqui a sua graduação realmente cabe no bolso

/blog

Profissões e cursos mais valorizados para quem vai entrar na universidade

Eduardo Martins / blog

Profissões e cursos que o mercado mais valoriza nos profissionais que acabaram de sair da universidade é sempre uma questão de extrema importância quando se escolhe a faculdade que se pretende cursar.

Vocação, vontade e desejo se misturam com os aspectos mais práticos da vida, como o nível de aceitação daquele profissional pelo mercado.

Atravessar o ciclo universitário é algo extremamente importante na vida de qualquer um e, obviamente, demanda tempo.

Desnecessário lembrar que tempo é o elemento mais precioso da vida e, portanto, é importante decidir com a maior precisão possível que tipo de curso escolher e que profissional o aluno quer se tornar.

Neste momento, na hora da escolha das profissões e cursos, é preciso ponderar sobre os conceitos vocacionais, o que o indivíduo realmente gostaria de fazer e o quanto aquele curso pode proporcionar em termos de colocação profissional no mercado.

A decisão é, portanto, uma espécie de média ponderada entre a vontade e as possibilidades disponíveis em nível de profissões e cursos.

Nada de novo até aí, pois basicamente tudo na vida é feito por escolhas e, invariavelmente, estas escolhas estão atreladas a vontade que se tem, em relação aquilo que é possível alcançar.

O que avaliar na hora de decidir entre profissões e cursos:

Uma pilha de incertezas

Profissões e cursos são muitos, tantos quantas são as atividades humanas, e o ensino universitário não para de criar novas cátedras e ampliar as possibilidades.

É dever da universidade estar sintonizada com o seu tempo e focada no futuro, pois o mundo não para de evoluir e, com ele, suas tecnologias, ciências, métodos, soluções, estão em constante processo de crescimento, transformação, reconstrução e evolução.

Isto interfere diretamente na relação das profissões e cursos e seu desenvolvimento na sociedade.

Uma universidade moderna e atualizada, mantém olhar focado nestas mudanças evolutivas e está sempre pronta a adaptar seu portfólio de opções, assim como seu currículo e o próprio programa pedagógico.

Um fator relevante, na hora de decidir entre profissões e cursos, é analisar o aspecto universal do que se pretende escolher.

Um curso adequado é aquele que supera o tempo, está sujeito a atualizações, mas possui um espectro de conteúdo que proporciona uma aplicação permanente, em qualquer momento, cabendo ao profissional a busca por sua constante adaptação e evolução, de acordo com as mudanças que naturalmente acontecem.

No caso de exatas, por exemplo, a decisão é mais fácil, pois matemática é composta de conceitos imutáveis, onde 2+2 = 4 e isto não vai mudar nunca.

Mesmo nas opções de profissões e cursos mais tradicionais, o processo evolutivo é contínuo e permanente.

Num curso de direito, por exemplo, o aluno sai formado como advogado, mas o universo das leis está em constante transformação e ele precisa estar sintonizado com isto.

Área de saúde também, esta evolução é mais drástica ainda, pois novas técnicas, novos medicamentos, novas soluções estão surgindo a todo momento e, para lidar com toda esta transformação, um profissional precisa estar sempre atualizado.

De qualquer forma, a evolução não para nunca (ou pelo menos, não deve parar) e seja qual for o curso escolhido, é preciso a consciência de que a atualização sempre será necessária e é de responsabilidade do profissional estar sintonizado com seu próprio tempo e realidade, independente das profissões e cursos que ele escolher.

O mais indicado, de uma maneira geral e para a maioria das pessoas, é procurar aqueles cursos que tendem a permanecer através do tempo, sem se tornar obsoletos pelas transformações tecnológicas e que proporcionem realização e potencial de desenvolvimento.

Compreender esta realidade é base importante da formação do conceito que vai levar à decisão entre as diversas opções de profissões e cursos e, não dá para ignorar que decidir é o primeiro passo e, portanto, o mais importante, pois aponta a direção da caminhada.

Profissões e cursos que possuem maior potencial de futuro:

Profissões e cursos que mais tendem a avançar no futuro possuem um caráter genérico de conhecimento, por mais específicas que sejam.

Muitas se enquadram neste perfil, mas algumas possuem maior destaque e, não por outro motivo, são também algumas das profissões e cursos mais desejadas pelas pessoas que ingressam na faculdade.

Relacionamos algumas destas opções e apresentamos os motivos de sua escolha como referência quase que permanente para novos ingressos no ensino superior.

Nossa análise não considera apenas os índices de busca por estas opções de profissões e cursos, e não apresenta aqueles resultados no estilo de os 10 cursos universitários mais procurados, ou as 15 profissionais de melhor remuneração e outras listagens deste tipo.

Nosso critério é subjetivo, mas definido a partir da lógica da permanência e potencial de evolução de cada nicho profissional, o que disponibiliza uma maior possibilidade de sucesso entre expectativa e resultados efetivamente conquistados.

Não precisaríamos de toda esta análise para afirmar que a maioria das pessoas gostaria de ser médico e ganhar altos salários, além de ter uma das melhores taxas de empregabilidades do mundo, mas todos nós também reconhecemos os elevados níveis de exigência, em todos os aspectos, para que este sonho se concretize.

Preferimos ponderar e encontrar uma relação de opções que possibilite uma análise direta sobre possibilidades bem mais plausíveis, com maior potencial de alcance da média da população e que proporcione uma condição elevada de realização pessoal e profissional após a conclusão do curso.

1 – Análise e desenvolvimento de sistemas:

A tecnologia que sempre vai existir

Profissões e cursos que estejam ligados ao ambiente da tecnologia da informação, além de serem altamente valorizados e com alguns dos maiores índices de empregabilidade, também possuem um amplo potencial de atualização constante.

Todo mundo, o tempo todo, daqui para o futuro, sempre vai precisar de profissionais que tenham a capacidade de projetar e desenvolver sistemas informatizados.

Podem mudar as linguagens, pode mudar a ferramenta, mas todo o futuro, não importa a tecnologia, estará embasado, cada vez mais, em sistemas da informação.

São muitas as variáveis dentro do setor de tecnologia da informação, mas quando se consegue uma graduação em análise e desenvolvimento de sistemas, se está apto a trafegar em quase todo o universo da computação, desde os estágios mais simples, avançando até a mecatrônica, a robótica a cibernética e todos os demais caminhos que exijam processamento e conectividade.

Basta olhar em volta e perceber que praticamente tudo, na vida moderna, exige alguma espécie de processamento e conectividade.

2 – Administração e gestão:

Ajustar as engrenagens

Profissões e cursos voltados ao gerenciamento, administração, gestão de processos e pessoas, possuem o potencial de desenvolvimento constante, por mais que as técnicas e métodos evoluam, sempre será necessário que exista alguém capacitado a controlar estes processos, as equipes, as corporações, aplicando, controlando e fazendo funcionar projetos e complexos, obtendo resultados positivos dos empreendimentos.

Embora ainda existam muitos casos, principalmente no Brasil, o tempo em que as pessoas pagavam outras pessoas por seu trabalho está se distanciando, cada vez mais, pois nesta nova realidade, as pessoas pagam as outras pessoas pelos RESULTADOS de seu trabalho.

Controlar este emaranhado de elementos objetivos e subjetivos, processos, sistemas, mecanismo, relações corporativas, relações de mercado e pessoas, é uma habilidade que nunca deixará de ser primordial e o curso de administração, de uma maneira geral, prepara este profissional tão valorizado.

3 – Ciências jurídicas e direito:

Sed lex dura lex

Profissões e cursos ligados ao universo das leis jamais perderão seu potencial de aplicação na sociedade.

A própria malha social é mantida e regulada por leis, dos mais diversos tipos, nas mais diversas formas e com amplitudes que permeiam toda a atividade humana.

Um profissional do direito é peça fundamental na manutenção desta ordem social, através dos conceitos de justiça, do controle técnico da forma como os direitos mútuos são praticados e desenvolvidos, funcionando como agente do equilíbrio das relações, através da aplicação das leis e da realização da justiça em sua plenitude.

4 – Psicologia e estudo comportamental:

Os labirintos da mente

Cada vez mais a ciência da compreensão humana ganha espaço em quase todas as atividades pessoais ou profissionais.

Aliás, quem executa as tarefas profissionais são as pessoas e a forma como elas se comportam, os ambientes onde as relações acontecem, a interação social, as formas diferentes de olhar para as mesmas coisas, tudo isto está desenhado claramente no universo psicológico das pessoas.

É claro que o campo das decisões é uma incógnita e não podemos saber o que alguém vai decidir, mas a máquina de decisão de todas as pessoas funciona da mesma forma.

A psicologia tem embarcado não apenas nos consultórios, onde indivíduos vão buscar a compreensão para as suas incompreensões, respostas para suas perguntas, mas a psicologia tem sido um elemento cada vez mais importante no ambiente corporativo, na análise do perfil humano, no desabrochar do potencial reprimido, na antevisão e solução de conflitos, na melhor adequação das pessoas às tarefas e resultados que delas se pode esperar.

A base de toda a psicologia, embora evolua continuamente, ainda é a mesma de séculos atrás, quando alguns visionários começaram a olhar para dentro e buscar uma compreensão aprofundada do funcionamento humano.

Isto nunca vai mudar, a não ser a partir da evolução, mas em qualquer tempo, a psicologia será um elemento de equilíbrio das relações humanas.

5 – Ciências contábeis:

Os números são o fator determinante das decisões

Algo que não vai mudar nunca no universo de profissões e cursos é a necessidade de acompanhar as movimentações tributárias, os aspectos legais envolvidos nas relações das empresas e das pessoas com os órgãos de controle e recolhimento de impostos.

O simples desconhecimento de uma obrigação fiscal ou tributária, não libera o contribuinte de sua obrigação em atender a todos os aspectos previstos em lei, seja ele pessoa física ou jurídica.

É aí que as ciências contábeis ganham corpo e se consolidam como uma possibilidade real de desenvolvimento futuro para quem tem afinidade com as ciências exatas.

Conhecer e se aprofundar no mundo tributário, nos caminhos da contabilidade, é altamente valorizado e possibilita um desempenho profissional consistente e permanente, sempre exigindo atualização ao manancial interminável das leis, mas é assim em qualquer outra profissão.

6 – Engenharia de produção:

Inteligência movimentando produtividade

Cada vez mais a sintonia fina dos canais de produção, seja nas indústrias ou nas linhas de produção de empresas de todos os portes, é fator relevante de redução de custos e, por consequência, aumento da rentabilidade dos empreendimentos.

Um engenheiro de produção está apto a atuar no desenvolvimento de processos produtivos, no controle de produtividade, no acompanhamento e geração de soluções criativas para o aumento da capacidade sem comprometer qualidade, segurança e eficiência operacional.

Engenharia de produção se adapta à maioria dos processos produtivos, com ampla abrangência e se consolida como uma profissão de futuro, porque os níveis de consumo de produtos industrializados, por parte da população, jamais vão parar de aumentar.

Inteligência para escolher profissões e cursos:

Fazer a escolha certa

Profissões e cursos de nível superior são parte de uma das decisões mais importantes da vida de qualquer pessoa que chega a este estágio.

Nunca é ruim, mas nem sempre se tem a certeza de que se fez a melhor escolha.

O sucesso profissional é a composição de uma série de variáveis, sobre as quais, muitas delas, não possuímos gerenciamento e somos apenas passageiros, mas a estrutura principal de nosso futuro profissional está ao alcance de nossas mãos.

Quando chega o momento de optar pelo destino de um curso superior, de uma faculdade, de decidir qual o seu destino profissional, é imprescindível avaliar mais do que a vontade pura e simples, é preciso utilizar a ferramenta da inteligência para ponderar todos os aspectos envolvidos, ao menos, aqueles que estão ao nosso alcance, para que possamos contemplar todas as possibilidades, positivas e negativas, embasando uma decisão com a menor possibilidade de erro, e com a maior probabilidade de realização pessoal e profissional.